CURSO COMPLETO - Transferência Neurótica e Transferência Psicótica

R$264,00

Estudo sobre as contribuições teóricas e clínicas de Margaret Little

Livreto + 11 DVDs

AULAS DO CURSO

Aula 1: A resposta do paciente à contratransferência. 
Aula 2: A resposta total do analista às necessidades do paciente. 
Aula 3: A transferência delirante (psicótica). 
Aula 4: Apresentação direta da realidade em áreas de delírio.
Aula 5: Sobre a Unidade Básica (Indiferenciação total primária).
Aula 6: Transferência em estados borderline. 
Aula 7: Em direção à saúde mental: cuidados maternos precoces.

A importância deste curso para a clínica. Este curso se baseia na exposição e discussão de alguns artigos de uma coletânea de Margareth Little publicados em um livro cujo titulo é Transference Neurosis and Transference Psychosis, Ed. Aronson (sem tradução para o português.

As primeiras 5 aulas se referem à parte 1 do livro citado, que leva o mesmo titulo do livro. A aula 6 se refere a um capitulo da parte 2 do livro (Expansão teórica e técnica) e a aula 7 se refere a um capítulo da parte 3 do mesmo livro (Expansão para áreas mais gerais). A publicação deste curso do Prof. Gilberto Safra, na íntegra,  vem complementar a publicação do curso Ansiedades Psicóticas e Prevenção. Neste último se discutiu a  análise de Margareth Little por Winnicott, tal como a paciente pôde refletir sobre ela. E no curso Transferência neurótica e transferência psicótica  temos uma paciente psicótica que é também analista, refletindo sobre as diferenças entre a transferência neurótica e a transferência psicótica em seus múltiplos aspectos, teóricos e clínicos. Temos um belo exemplo de como as questões biográficas se convertem em elementos que orientam a vocação do paciente. Na primeira aula se coloca a questão da contratransferência, que será compreendida numa ótica winnicottiana, portanto radicalmente diferente da visão freudiana e kleiniana sobre contratransferência, uma vez que a contratransferência não é vista como atuação do analista mas como a contribuição da subjetividade do analista no trabalho clínico. Na segunda aula também há uma convergência entre a experiência da analista Little e da paciente Little. Neste artigo, onde "R" simboliza a Resposta do analista, vemos com clareza a posição de Little como representante do grupo independente. Isto é, ela nos mostra a importância clínica do conceito de necessidade do paciente que precisa de uma resposta total do analista, contrapondo-se à psicanálise tradicional, que trabalhava prioritariamente com o conceito de desejo. Na terceira aula é introduzido o importante conceito de Unidade Básica. Gilberto pondera que o artigo discutido nesta aula (Transferência delirante) é interessante pois  "neste artigo nós temos M. Little apresentando facetas originais, mas tendendo a chamar fenômenos absolutamente originais com nomes antigos". (G.Safra). Neste artigo ainda vamos encontrar temas que foram experienciados por Little na análise com Winnicott. E, nas palavras de G. Safra: "é como se ela não chegasse a se dar conta do parentesco do que ela aborda com o que Winnicott propõe." Na quarta aula voltamos ao tema da Unidade Básica, que se refere à áreas primárias da constituição do self, de indiferenciação mãe-bebê. Little vai refletir (dialogando com Winnicott) sobre a questão da falta, a questão do anseio por este estado de indiferenciação e sua relação com áreas delirantes da personalidade. Estas áreas delirantes serão encontradas principalmente nos pacientes borderline. Na quinta aula Gilberto analisa um capítulo em que Little aborda o conceito de Unidade Básica com muito mais vigor, muito mais clareza conceitual, e em que mostra a importância dos acontecimentos corporais. "Inclusive vai recolher os princípios fundamentais que ela havia apresentado nos capítulos anteriores sobre a técnica." 

(G. Safra). Na sexta aula o foco será o paciente borderline. Como em todos os artigos deste livro, há sempre um caso clínico sendo exposto. Neste caso,  Margaret Little observava  que nos momentos em que havia no campo transferencial a ameaça de perda ou separação, o que a paciente borderline fazia era arranhar o divã. Na sétima aula, finalmente, temos uma exposição sobre as condições da saúde mental e as necessidades dos cuidados maternos primitivos. Gilberto nos convida nesta aula a comparar a posição em relação a este tema de Little e Winnicott.    

COD: 1309
Categoria: Antecessores, interlocutores e discípulos.: teoria e prática clínica
Tags: Donald Winnicott, Gilberto Safra, Margareth Little
Autor: Gilberto SafraEditora: Sobornost
Tipo: CURSO COMPLETO CM 5 DVDs DUPLOS + 1 DVD SIMPL 

voltar para Cursos e Conferências em DVD e MP3

left tsN fwB show|left tsN fwB bsd b01s|left show fwB bsd b01s|bnull||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR c05|b01 c05 bsd|news login normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|||