Investigação psicanalítica de experiências de self - aulas 11 e 12

R$49,00

A religiosidade, a espiritualidade, o sagrado e o místico.

Livreto (4 pág.) + 1 CD de áudio MP3

html> Série: Visão clínica de Gilberto Safra 

Investigação psicanalítica de experiências de self: a religiosidade, a espiritualidade, o sagrado e o místico.

Curso completo ministrado em 2010

Aula 11:  Princípios da Prática do Espírito: da Grécia à Foucault - 17/11/2010

Aula 12: Práticas espirituais: a universalidade na tradição - 24/11/2010

SOBRE ESTE CURSO

O curso que ora apresentamos pretende possibilitar que os estudantes possam reconhecer as experiências de self denominadas religiosidade, espiritualidade, experiência do sagrado e mística, discriminando cada uma dessas experiências a fim de que possam manejar esses fenômenos na prática clínica e também pesquisá-los e investigá-los na situação clínica. O autor central deste curso é um filósofo russo, Andrej Horujy, que se alinha com os autores da chamada Idade da Prata russa, ao pensar o Homem como ser aberto, para cima, para baixo, para os lados e as conseqüências desta abertura para a vida humana, como ser um ser em constante constituição. Em constante diálogo com a psicanálise este curso permite nos capacitar para identificar quando as experiências religiosas, espirituais, místicas acontecem de fato, sendo possibilidades de transformação ou quando são tamponamentos da abertura ontológica do ser humano, tais como se dá de forma bastante comum na pós modernidade.


Trecho inicial da aula 1 - Religiosidade, espiritualidade e fenômenos místicos: fronteiras antropológicas – 18/08/2010

Nesse semestre vamos fazer um percurso em que vamos tratar de alguns temas que habitualmente tem sido deixados de lado na Psicanálise e também na Psicologia. São temas que tratam da religiosidade, da religião, da espiritualidade, dos fenômenos místicos. São fenômenos importantes para nos debruçarmos não só pela freqüência com que estão presentes na situação clínica, mas também pela importância que eles possuem na constituição de self e porque, como eu disse, esses temas nem sempre foram tratados com empenho que exigem, seja no campo da psicologia clínica, seja no da psicanálise. O que vou passar para vocês durante este semestre refere-se a diferentes observações, investigações, que tem sido feitas dentro do campo da psicologia clínica e da psicanálise, justamente para que possamos nos aproximar das características destes fenômenos.
A leitura preponderante de tudo que vamos tratar será feita principalmente por uma descrição fenomenológica dos processos, afim de que possamos caracterizar de forma mais precisa e acurada os diferentes fenômenos e as suas possíveis significações para o ser humano e para a situação clínica. No inicio da psicanálise, segundo alguns autores, o seu grande Outro eram os fenômenos histéricos a partir do quais esta se iniciou com Freud. Analogamente, hoje, os autores acham que estes fenômenos, religiosidade, espiritualidade e fenômenos místicos são o grande Outro da situação psicanálitica contemporânea. E não só da psicanálise mas o grande Outro das ciências em geral. Temos como fenômeno histórico que a psicanálise se origina em meio ao projeto cientifico moderno que procurava investigar os diferentes fenômenos por meio dos procedimentos científicos. O que nós temos na atualidade é uma decorrência de todo esse projeto, isto é, o fato de termos uma cultura excessivamente definida pelo horizonte tecnológico, pelo excesso de racionalidade, de nomeação, o que faz com que fenômenos muito peculiares, subjetivos, apareçam de uma forma inusitada. Por exemplo, o que vai aparecer na década de 60, na literatura psicanalítica são as personalidades como se, isto é,personalidades simulacros e outras similares,
Esses diferentes temas, por estarem dentro do campo supostamente da irracionalidade, foram deixados de lado. Na história da psicanálise temos os primeiros artigos em que Freud aborda estas questões, comparando religião com sintomas obsessivos . Há toda a polêmica que ele teve durante longo período com o pastor Pfeister, grande interlocutor de Freud neste assunto, que, sob a tensão deste diálogo, escreveu O futuro de uma ilusão. Mas a ênfase da Psicanálise foi tratar a religiosidade como um aspecto defensivo: diante do desamparo o ser humano precisaria do pai ideal para lidar com esta questão do desamparo. Ao longo das nossas aulas, para fazer estas discussões, vou me utilizar principalmente da antropologia de um filósofo russo contemporâneo que, como outros, vem discutindo estas questões: Sergey Horujy.

COD: 217175
Categoria: Uma formação clínica baseada na ética para o mundo contemporâneo
Tags: Andrej Horujy, Sergey Horujy
Autor: Gilberto SafraEditora: Sobornost
Tipo: DVD-Duplo 

voltar para Cursos e Conferências em DVD e MP3

left tsN fwB show|left tsN fwB bsd b01s|left show fwB bsd b01s|bnull||image-wrap|news fwB tsN fwR tsY b01 c05 bsd|normalcase fsN fwR c05|b01 c05 bsd|news login normalcase fwR b01 c05 bsd|tsN normalcase fwR c05|b01 normalcase c05 bsd|||